08 out

A vida de um Shape

Foto de um Shape da marca Conspiracy

Fala ai, essa foto ficou bacana! Tirei com o celular!

Começo hoje o primeiro capítulo da série: “A vida de um shape”, onde vou documentar toda a vida útil de um shape ganhado escolhido ao acaso.
Costumo valorizar muito as peças de produção nacional, principalmente as que apoiam Skatistas e fazem presença em campeonatos e outros eventos. Andei por muito tempo na década de 90 com shapes de produção local, na época feitos na casa do Skatista Marcelo Coruja (eu mesmo já o ajudei na produção em troca de poder andar na pistinha particular que ele tinha). Saudades dessa época, os shapes custavam 20 Dilmas =D
Bem, chegou de presente aqui no escritório a alguns dias, enviado pelos amigos da Monster Sports um Shape da marca Conspiracy, que até então eu não conhecia. Sempre que uso uma peça, procuro informações a respeito em blogs, redes sociais e no próprio site da fabricante, porém nem todos investem arduamente em publicidade web e mídias sociais. Vide exemplo da Perfect Line, os caras estão no mercado a muito tempo, seus shapes são classificados como ótimos pelos skatistas e são vendidos por cerca de 100 Dilmas (faixa de preço normal dos shapes nacionais mais conhecidos), porém não encontro nada dos caras na internet, nem um perfilzinho no twitter… As más línguas dizem que os caras são ruins de jogo na hora de apoiar um campeonato ou qualquer outro evento que não seja de “estrelinhas” do Skate… Uma pena amigos da Perfct Line, que aliás, meus últimos 2 shapes Perfect vieram com furação torta. Perderam um cliente…
Voltando ao assunto em questão ~Shape da Conspiracy~, fui procurar saber mais e encontrei um blog deles hospedado no Blogger, e lá tem tudo que é tipo de informação, vídeos e até o preço de varejo dos shapes (acho que é informação demais). Os caras são de Curitiba, apoiam alguns atletas e trabalham com duas linhas de shapes, a marfim com fibra de vidro, vendida na região deles e em alguns estados e a linha para exportação com fibra de carbono e todas as firulas que os gringos (e nós também, admitam!) gostam.

Imagem do logotipo da empresa Conspiracy Skates

Logo da Conspiracy Skate Brasil

Acho muito interessante uma empresa que tem um blog, afinal é uma maneira de apresentar o produto deles, sem a obrigatoriedade de serem extremamente formais no conteúdo. Eles deviam dar uma investida e repaginar o visual do blog e a qualidade dos vídeos apresentados, mas no mais tem bastante informação bacana por lá. Olha o link aqui.
O modelo que recebi de presente é o nacional e custa cerca de 45 Dilmas na Monster.

Vamos falar das características técnicas dele, de acordo com o fabricante:

O Shape Conspiracy Skull Black é uma excelente escolha para quem quer um produto com desempenho, qualidade e ótimo preço. A estampa em caveira é cheia de estilo e ousadia para quem quer mandar ver no skate.

ESPECIFICAÇÕES

  • Shape fabricado com 7 lâminas selecionadas de marfim com fibra de vidro na amarração, o que garante mais força e durabilidade ao shape.
  • Resinado com époxi e o transfer importado do Canada, a estampa do shape aguenta muito mais aos riscos.  (realmente ele tem uma camada violenta de resina, vão ver nas fotos que ele é até mais brilhoso de tão resinado)
  • Comprimento: 80,3cm
  • Largura: 19,5 (deu certinho com meu truck de 136mm)
  • Distância entre eixos: 34,5cm
  • Modelo street médio (tamanho padrão que a galera mais compra)
  • Lâmina de fibra de vidro inserida na amarração. (alguém explica como funciona isso?)
  • Shape leve. (pela espessura dele, eu achava que seria mais pesado, até que não é)

Garantia:
Somente contra descolagem das lâminas apos analise tecnica. (acho justo)

Minhas considerações sobre o shape:

 

Foto da Frente e verso do Shape Conspiracy

Ai é o shape já com a lixa, bonito aos olhos

Nunca uso a estampa como referência, para mim ela é útil apenas para desempate quando estou em dúvida entre dois shapes, mas essa até que é legalzinha. Me lembra o desenho dos shapes antigos, onde isso era muito comum em marcas como Lobotomia Street, Powell Peralta, Blind Skateboards, Santa Cruz e outros no início da década de 90.

Foto da vista frontal do shape Conspiracy

Como eu havia dito, bastante resina ele tem.

As especificações dizem que o shape tem um bombardeio de resina, realmente ele é bem resinado. Até me perguntei antes de aplicar a lixa, se ela grudaria bem, até então está tudo OK. Em termos de acabamento, ele é bacana e cheio de glamour brilho.

Foto da vista lateral do shape Conspiracy

Tail e nose são maneiros. Ele é bem espesso, mas até que leve.

Já falei da estética, vamos ao que realmente interessa na brincadeira: Tail e Nose.

A imagem fala por si só, ambos tail e nose tem tamanho agradável aos olhos e aos pés, curvatura bacana e ainda estou encasquetado com a espessura do shape! Ele é realmente leve, mas a espessura me deixa curioso…

Foto do cave do shape conspiracy

O cave do shape é bacana. Notei uma ondulação estranha em um dos lados, mas com lixa ela nem apareceu.

Minha parte preferida e aliás critério cabal na escolha de um shape (meu ritual de compra de shape dura cerca de 40min, medindo, envergando e me assegurando que a furação não está torta) é o cave. Sou maniaco por manobras que envolvam flip, e pelo menos para mim, quanto mais cave melhor! Este shape da Conspiracy tem de sobra.

Foto de um Varial Flip

Se não me engano essa foto é de um varial flip, finalizando um um reverse (parece um backside 360 flip se for visto de longe)

Considerações finais:

Ainda não estou usando este shape, atualmente (como disse no início da postagem) estou usando um Perfect Line e confesso que estou triste de ter pego furação torta por duas vezes seguidas. Vou primeiro terminar de comer o Perfect (gasto mais ou menos um shape por mês) e depois colocar o Conspiracy.

Não sou um Skatista de nível amador, apesar de treinar a muitos anos (muito mesmo), faço apenas por diversão e parei por diversas vezes (cheguei a ficar 6 anos parado), mas executo uma variedade considerável de manobras (principalmente que envolvem flips) e vou bem alto nelas (por isso quebro muitos shapes). Gosto de variar nas pistas, cada fim de semana vou a uma pista diferente da região e sempre que posso procuro ir fazer bagunça nos eventos de skate.

Resolvi começar o diário antes de usar o shape exatamente para poder dar minha visão meramente superficial do produto, assim no próximo capítulo eu posso levar a vocês minhas considerações sobre o desempenho dele nos treinos (se foi fácil executar as manobras, se é realmente leve, etc) e em uma terceira oportunidade falar da resistência (se durou o tempo médio que outras marcas costumam durar comigo, se saíram lascas rápido, etc).

Um amigo que viu o shape me disse:

Pode ser que nos impressionemos com este shape, mesmo sendo um pouco mais barato e não muito conhecido por aqui.

Vamos saber em breve se ele está certo ou não =D

Depois de testar este, estou curioso para ver como é essa linha com fibra de carbono dos caras.

Bem, por enquanto é só. Aguardem os próximos capítulos, onde serei bem mais crítico quanto ao desempenho do shape. Se for bom vou falar, se for ruim, tenham absoluta certeza que vou falar também.

Um abraço a todos e até a próxima.

8 thoughts on “A vida de um Shape

  1. Pingback: A vida de um Shape [2] - Estrelando: Shape Conspiracy Brasil

  2. Pingback: Shape de Fibra de Carbono, compensa ou não usar?

    • Olá Kelvin, obrigado por seu comentário. Este post foi dividido em duas partes, se olhar no menu lateral do site vai ver que tem mais algumas considerações a respeito dele. Testei também o fibercarbon dessa marca e está que é uma beleza no rolê. Claro que isso vai de atleta para atleta, shape é um taboo que uns se dão bem com uma marca e outros não tão bem, enfim, até agora não tenho o que reclamar desses shapes.
      Um abraço!

  3. Comprei um shape conspiracy. Chega daqui alguns dias. Depois de alguns dias de rolê, vou postar aqui o que eu achei sobre o shape. Véi, o custo do shape é satisfatório, e também comprei pois quero experimentar outra marca. Já usei Black Sheep, Snoway, Stage, Agacê, Till The End (Marca do Mineirinho)..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Geek on Wheels é um blog criado e mantido por @tittao.