11 jan

Minhas considerações sobre a Pista Pública de Skate de Guaratinguetá

Pista de Skate de Guaratinguetá, 360 Flip na mesa

360 flip na mesa, dá para fazer muita coisa legal nessa pista!

Olá amigos, esta postagem destina-se aos Skatistas de Guaratinguetá e região, mas não deixa de servir de (quem sabe) motivação para que o pessoal de outras cidades possam tomar alguma atitude com relação a forma pela qual muitas Administrações Municipais tratam o Skate no Brasil.

Introdução

Sou Skatista desde 1989 (parando, voltando e assim por diante), e durante décadas nossa cidade (que já foi considerada a Capital Nacional do Skate) não possuía uma pista pública, apenas particulares, onde uma boa fatia dos atletas tinha de recorrer a cidades vizinhas, obstáculos de madeira ou aos tradicionais picos de rua para treinar, muitas vezes causando problemas com populares e autoridades locais (meus vizinhos que o digam).

Em meados de 2003 ou 2004 (alguém por favor me corrija se eu estiver errado),  após uma passeata organizada por nós Skatistas, o então Prefeito Francisco Carlos comprometeu-se (e cumpriu) a construir um espaço no Ginásio Municipal de Espotes para que todos pudessem treinar em segurança sem incomodar ninguém.

Com a ajuda dos próprios Skatistas o projeto foi feito, as obras começaram e tempos depois finalmente conseguimos nosso próprio espaço, o que é motivo de orgulho para todos que participaram do protesto pacífico na porta da casa do Prefeito.

Porém a pista hora ou outra tende a se deteriorar, afinal Skate é um esporte que gera grande impacto e atrito no cimento e no metal, e a ordem natural das coisas é que sem manutenção tudo acabe. Pois bem, se passaram anos e tenho conhecimento de que apenas uma pequena reforma foi feita na administração Junior Filippo, e que o pouco que foi feito não atende a nossas necessidades. A pista foi cercada, buracos foram tapados, algum gênio não entendeu o pedido de modificação no corrimão da pirâmide e o tornou basicamente inutilizável para os atletas iniciantes, pois está muito alto e nem mesmo os atletas experientes tem o costume de usa-lo, mas isso é assunto para outra hora. Continuando, foi colocada iluminação e pelo que me lembro, acaba por ai.

O caso aqui é que ainda falta muita coisa para a estrutura realmente se destacar das outras cidades, e pretendo enumera-las. Peço ao pessoal que ler este artigo me ajudar nos comentários, mas sem sacanear e falar asneira, pois a coisa aqui é séria.

Me motivei a escrever este texto por ter encontrado com o outrora candidato a Prefeito Municipal Francisco Carlos no campeonato Guará Skate na Veia 2012, onde quero acreditar que  sua presença não era apenas por interesses eleitoreiros, mas por se importar com nós atletas, tendo em vista seu histórico na construção da pista.

Estrutura do Ginásio Municipal de Esportes de Guaratinguetá

Pista de Skate de Guaratinguetá, Frontside flip na 45

Frontside Flip na 45, mesmo detonadas, as rampas são muito boas! Imaginem reformadas?

Atualmente o Ginásio de Esportes, além da pista de Skate possui uma grande quadra de futebol coberta, duas canchas de malha cobertas (uma nova e uma inutilizada), um campo gramado, uma pista de atletismo, duas quadras poliesportivas, uma academia ao ar livre e uma espécie de deck na beira do rio que deveria ser utilizado para comemorações religiosas do pessoal da Umbanda, mas na verdade é usado como ponto de consumo de drogas.

Bem, no parágrafo anterior puderam perceber que o Ginásio tem uma estrutura bem grande e complexa, coisa que custa caro para manter, mas  qualquer munícipe de Guaratinguetá, seja Skatista ou não sabe que se somar todos os usuários do ginásio (inclusive os maconheiros) em dois meses, não chega ao número de usuários da pista de Skate em uma semana, vem gente  da região toda treinar aqui, pois a pista mesmo sem conservação ainda é muito boa!

É ai que começo a deixar de entender a coisa toda. Das 7h às 22h tem gente treinando na pista de Skate, pais, filhos, atletas amadores e profissionais, ou apenas espectadores. A cancha de malha recém construída vive cheia também no período noturno e domingos de manhã (10 a 15 pessoas), quase sempre tem churrasco e cerveja a vontade e sem repressão da Secretaria de Esportes. E se um dia os Skatistas resolverem fazer um churrasco e levar uma cervejinha? Hum… Vai ter polícia e porrada para tudo que é lado! Afinal, fazemos parte de um nível social que não agrada muito, pois todo mundo pensa que os caras que consomem drogas na beira do ribeirão Guaratinguetá são do grupo dos Skatistas. Não nego que já vi Skatista fumando um baseado na beira do ribeirão, mas garanto que isso não ocorre com o apoio do pessoal ativista do esporte e é pouco frequente.

Enfim, muito já foi dito sobre o geral do Ginásio, vamos agora para o específico.

Necessidades dos Skatistas que utilizam o Ginásio Municipal de Esportes A MEU VER

Começando pelo básico

1 – Segurança: Sempre que posso levo minha esposa e filha junto comigo para a pista. Minha filha anda de Skate e minha esposa pratica caminhada e faz alguns exercícios na academia ao ar livre. O maior problema nisso é que como o policiamento na área é quase nulo, minha esposa e filha acabam presenciando algumas pessoas utilizando drogas (pessoas que não são Skatistas mas ficam lá) e quando ela pratica caminhada na pista de atletismo ou na ginástica ao ar livre, é importunada por moradores de rua e alcoólatras que sempre arrebentam os alambrados e ficam vadiando pelos cantos do ginásio.

2 – Saneamento básico: Tenho visto que o vigia do ginásio tem colocado um saco de lixo no alambrado (o ideal seriam latas ou latões de lixo, a Oficina Mecânica da Prefeitura tem vários sem uso e poderia fornecer), o que já reduziu bem a quantidade de lixo nos arredores da pista, infelizmente muitos ainda não se atentaram a isso e espero que os Skatistas que estão lendo possam fazer sua parte e recolher o lixo que produzem nos treinos.

Os banheiros do ginásio também estão em um estado lastimável e o feminino sempre está trancado, claro que nesse caso o ideal era realizar uma ação de conscientização entre a Prefeitura e os atletas para que fosse combinado que manter o banheiro limpo e inteiro é dever não só da Prefeitura, mas também dos atletas.

3 – Água (bebedouros): Sempre que vou treinar levo água de casa, pois para todos os usuários do ginásio, a Secretaria de Esportes disponibiliza apenas uma torneira e um local bem distante com água quente não filtrada. Praticar esportes exige hidratação constante, e com uma única torneira a cerca de 300m de distância torna isso bem difícil.

Vamos agora falar da pista em si…

4 – Cobertura (TROCO TODOS OS ITENS CITADOS POR ISTO): Em dia de chuva fica impossível a utilização da mesma, e após a chuva também, pois há um considerável desnível no piso que faz com que a água acumule na pista impedindo-a de secar e ainda comprometendo a estrutura por causa da infiltração.

 

Pista de Skate de Guaratinguetá depois da chuva

É visível como essa pista acumula água. Uma cobertura ajudaria inclusive na conservação.

E em dias que não está chovendo, o sol também acaba com a pele e com a saúde de todo mundo. Um ou outro (eu por exemplo) usa protetor solar que dá um pequeno percentual de segurança, mas com o transpirar e os tombos acaba saindo tudo e a pele fica sempre exposta a radiação ultra violeta, que diga-se de passagem, a de Guaratinguetá costuma ser nível 14 (em uma escala que vai até 15, que é uma das mais fortes do Brasil)

5 – Piso: O piso da pista não é dos piores, mas também não é dos melhores. Atualmente as pistas de Skate possuem piso de granilite, que dá maior velocidade ao skate, dura mais tempo e machuca muito menos caso o atleta tome algum tombo. Arrumar o piso que está esburacado e cheio de fissuras é uma necessidade urgente, recapeá-lo com granilite seria um “mimo” muito bem vindo.

Atualmente tenho sempre me deparado com os Skatistas mais ativos, como o Lucas Minhoca e o Marcelo Coruja tirando dinheiro do próprio bolso e tapando os buracos da pista, porém a boa vontade deles não adianta muito, já que a solução é meramente temporária e as coisas acabam se quebrando bem rápido.

6 – Arquibancada: Todo ano é feito o campeonato Guará Skate na Veia idealizado pelo pessoal da Four Family e com insentivo quase nulo da Administração Pública, uma coisa que faz muita falta é a existência de uma arquibancada, pois todos ficam em pé nas grades e quem está atrás acaba não vendo muito bem o que se passa, e quando não está havendo campeonato, serviria de lugar de descanso para os Skatistas e proporcionaria um belo campo de visão aos espectadores e pais que ficam por ali.

7 – Mini Ramp: Uma coisa que desafogaria muito a pista de Street, é a construção de uma mini ramp, afinal muita gente gosta e só anda na pista de Street porque não há uma mini ramp pública para treinar.

8 – Apoio da Secretaria de Esportes: Guaratinguetá tem grandes atletas que basicamente ficam no esquecimento, pois não conseguem patrocínio e nem ao menos transporte para participar de campeonatos dentro do estado. Atualmente aqui, conheço apenas a Equipe da Four Family que viaja e participa de campeonatos com recursos próprios e no DVD da turnê deles no ano passado tem até uma cena em que eles estão presos na estrada porque a Kombi quebrou. A Secretaria de Esportes tem um micro ônibus que poderia muito bem auxiliar no transporte, e quem sabe com a realização de um campeonato ou algo do tipo, pudesse ser feita uma seletiva para montar um Time Municipal de Skate, imaginem só que coisa inovadora e bacana demais!!!! A cidade ficaria inclusive famosa com uma coisa dessas!

Conclusão

Bem, essa é apenas uma visão superficial de um Skatista que não tem o embasamento técnico necessário para saber de todos os problemas que envolvem a pista de Skate e as boas práticas de utilização do ginásio, por isso dei apenas minha humilde opinião e farei o possível para que esse texto chegue nas mãos do Prefeito eleito Francisco Carlos e de sua assessoria de Imprensa e de Esportes (principalmente). Espero receber uma resposta e quem sabe ter alguma dessas solicitações resolvidas, já será uma grande vitória.

É claro que este texto serve apenas de estopim para uma coisa bem mais complexa, pois aqui expressei apenas a minha opinião com base em conversas com alguns skatistas durante os treinos. O ideal é uma assembleia entre o Prefeito e os representantes dos Skatistas para tratar de detalhes e prioridades.

Senhor Prefeito, os Skatistas de Guaratinguetá desde sempre o agradecem por ter ajudado a construir nosso sonho, que era esta pista. Pedimos agora que nos ajude a mante-la e que apoie o Skate, que é um esporte que tem crescido exponencialmente no país e na cidade, que já revelou grandes atletas e que a cada dia aparecem mais e mais adeptos.

Dar manutenção periódica na pista e no ginásio não só trás benefícios ao esporte, mas também onera muito menos os cofres públicos, pois afinal arrumar pequenos defeitos assim que aparecem é bem mais fácil e barato do que uma reforma geral, pense nisso.

Por enquanto é só amigos, aguardo os comentários respeitosos do pessoal e a troca de ideias. Compartilhem esta mensagem e vamos juntos tentar tornar Guaratinguetá a Capital Nacional do Skate outra vez.

Aliás, desculpem a falta de fotos mais específicas da Pista, pois sempre esqueço a câmera ou quando a levo na pista esqueço de tirar fotos. =D

Um abraço!

  • http://www.facebook.com/jair.geraldo Jair Geraldo

    Perfeito, Titão.
    Com certeza a cobertura da pista seria uma grande melhoria, acho que a principal, sem dúvidas.
    Acredito que se o prefeito nos ajudar, a pista de Guará tem tudo pra ser uma das melhores da região.

    • lucas

      oi estou querendo saber se vai ter competição de skate no dia 03/02/2013

Geek on Wheels é um blog criado e mantido por @tittao.